Aprendizes das unidades Jabaquara e Taubaté participam de atividades culturais


Alunos do Senac Jabaquara na horta do Projeto Verde

Alunos de Jabaquara conheceram horta do projeto Telhado Verde

Para turma de Taubaté, visita promoveu reflexões entre o futebol e o trabalho

Reciclagem foi tema da exposição Reverta

 

O programa Aprendizagem no Senac São Paulo tem como compromisso desenvolver pessoas para a sociedade do conhecimento utilizando estratégias educacionais que proporcionem novas experiências. Os aprendizes do Senac Jabaquara e da unidade Taubaté, por exemplo, participaram de atividades culturais com essa proposta, em junho e julho, respectivamente.

Jabaquara

Os alunos participaram de duas ações com foco em sustentabilidade: em junho, foram ao Parque do Ibirapuera para a exposição Reverta - arte e sustentabilidade, onde puderam apreciar diversas obras de artistas que utilizam como matéria-prima os recursos naturais que costumam ser ignorados no dia a dia destacando a importância da reciclagem. E em julho, conheceram o Telhado Verde, projeto de coleta seletiva e compostagem, desenvolvido no Shopping Eldorado em parceria com a empresa Bioideias.

Para Andrea de Carvalho Zichia, docente do programa Aprendizagem, as visitas garantem momentos lúdicos e motivadores. “Propiciar vivências como essas torna a reflexão palpável, permitindo o protagonismo para a ação com mudanças de conduta e replicação de projetos”.

Prova disso, segundo ela, é que, após a atividade, uma das turmas utilizará o conceito do Telhado Verde no projeto de final de curso. “Eles farão a proposta às empresas em que são aprendizes para que incorporem essas iniciativas”.

Victor Augusto Molina Bencini, aluno do programa, afirma que se surpreendeu com a tecnologia sustentável. “Foi algo que não imaginava que existisse e mostrou na prática muito do que estudamos na teoria”.

Taubaté

Em 27 de julho, os aprendizes conheceram a exposição 100 anos do Esporte Clube Taubaté, no Sesc Taubaté. Com auxílio de monitores, o grupo percorreu o espaço cenográfico conferindo detalhes e fatos históricos relacionados ao time.

Docente do programa Aprendizagem, Enedina Maria Oliveira Botossi, destaca que a visita cultural permitiu que os aprendizes fizessem reflexões entre o mundo do trabalho e o cotidiano. “É possível relacionar o futebol, que todos conhecem, com as rotinas de uma empresa e, principalmente, trabalhar o espírito de equipe”.

Segundo Enedina, a atividade teve como objetivo refinar a percepção de mundo e ampliar o repertório cultural buscando garantir um diferencial na vida profissional e pessoal dos aprendizes.

 

 

 

FONTE:  https://www.sp.senac.br/jsp/default.jsp?tab=00002&newsID=a23097.htm&subTab=00000&testeira=371&uf=&local=&l=&template=&unit=